In Vino Veritas - quinta-feira 03 março 2016

Saúde VII, parte I: Câncer de Esôfago

 

 

Parece que as descobertas sobre os benefícios do vinho para a saúde não param mais. Em que se repita algo aqui e se refute algo ali, o fato é que a Medicina entrou de cabeça na taça.

Segundo a revista Adega[1], novas descobertas, desta feita pela Universidade da Carolina do Norte (publicada pela revista britânica Journal of Cancer) indicam que embora o vinho não tenha efetivamente o poder de curar doenças, pode preveni-las. O estudo em questão, capitaneado pela epidemiologista Jessica Petrick conclui que o vinho pode reduzir em até 75% as chances de que pessoas com histórico de câncer de esôfago na família venham a desenvolver a doença.

Para tal, foram observadas 1000 pessoas durante dois anos com diagnósticos de dois tipos de câncer de esôfago. Foram coletados dados sobre dietas dos pacientes, monitorando a ingestão de um grupo de flavonoides. Desses, apenas a antocianidina, encontrada no vinho trabalhou na diminuição da incidência de ambas as comorbidades, ao passo que flavonoides existentes no chá preto e no suco de laranja não demonstraram qualquer ação nesse sentido. Um flavonoide encontrado no café teve uma ação modesta, mas muito ínfima se comparada à antocianidina.

 

Coluna In Vino Veritas – Ed. 76, jun. 2015


 

 


 

 

Tags:, , , , ,

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


− quatro = 0

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>