Editorial - sábado 10 agosto 2013

Dia dos Pais, uma visão por dentro da Taça…

 

Os meus primeiros passos no “Mundo dos Vinhos” não se deu com os famigerados garrafões de “Maravilha de São Roque” e “Sangue de Boi”.

Não que não tenha passado por essa fase, claro que passei.

Mas, desde cedo, meu pai sempre me deixou experimentar um gole do seu copo. Um pequeno gole de vinho verde. De forte tradição portuguesa, jamais dispensou um bom Bacalhau com vinho verde. Fizemos isso muitas vezes mais tarde e ainda fazemos.

Nas festas da juventude, nos tempos de Liebfraumilch, ainda me lembro do “copinho azul” de vidro crespo, tão impróprio. Dos espumantes derramados no seu salão, nos muitos Réveillons.

Até hoje, somos companheiros de taça, sobretudo nos almoços de domingo, quando o vinho fica por minha conta.

Aos 77 anos, mesmo passando por um tratamento de saúde estamos aí, tomando uma cerveja aqui, um vinho ali. Nos encontros de médicos escritores no Rio de Janeiro, que ele frequenta assiduamente, onde o vinho rola fácil, lá está ele com seu sorriso de galã e a taça ávida nas mãos.

Sempre socialmente, sempre sorridente. Sem porres, sem maus exemplos. Nesse aspecto foi um ótimo pai, ao passo que eu, digamos, dei um pouco mais de trabalho (rsssss).

Cada um tem a sua história, sua visão. Olhando por dentro da taça, a minha visão é a de um grande companheiro.

Te amo, Dotô!

FELIZ DIA DOS PAIS A TODOS!!!!

Cello Carneiro

 

Tags:

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


× 5 = trinta cinco

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>