Artigos - segunda-feira 16 dezembro 2013

Uvas Híbridas (Neo Grapes)…

Há poucos dias, procurando fotos de uvas na internet, me deparei com a foto de uma uva de aspecto bizarro, aliás, uvas parecidas com garras ou dedos de bruxa.

Bem, fiz uma pesquisa e me deparei com um site americano chamado “Cooking on the Weekends”[1] apresentando as “Witch Finger Grapes™”, ou seja, as uvas “Dedo de Bruxa”. Segundo o site, além da cor púrpura e a forma alongada, o que chama mais atenção é o seu sabor doce, quase de uva passa e pelo fato de ser ultrassuculenta.

Trata-se na verdade, de uma uva híbrida cultivada por um único produtor da Califórnia[2], em San Joaquin Valley, pra ser mais preciso, mas que por estar se tornando um “hit” no mercado, a sua tendência é a popularização.

Não encontrei informação específica, mas, pelas características (inclusive as nutricionais), nada indica que se prestem à produção de vinhos.

Mas, como uma coisa leva à outra, fui pesquisar mais sobre uvas híbridas e acabei descobrindo uma similar, chamada “Sweet Saphire”, cuja tradução seria “Safira Doce”, mas que no Brasil é comercializada como “Dedo de Moça”, em razão da semelhança com a pimenta de mesmo nome.

Segundo reportagem colhida no UOL[3], a “Dedo de Moça” é cultivada no Nordeste, pela Fazenda Labrunier, do Grupo JD. Ainda de acordo com a matéria, a uva pode ser encontrada nas redes de supermercados, como Walmart e Carrefour, e na Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo),

Pelo que pude descobrir no site do LA Times, ambas as uvas são frutos de pesquisa do geneticista americano David Cain (International Fruit Genetics)[4], que criou uma terceira espécie denominada “Cotton Candy”, em razão de seu elevado teor de açúcar.

No entanto, apesar de ser o elevado dulçor das uvas o seu principal chamariz, a notícia não parece preocupar os nutricionistas, pelo menos, nos EUA. Segundo David Heber, diretor do Centro de Nutrição Humana da UCLA “Você teria que comer cerca de 100 uvas para consumir a mesma quantidade de calorias em uma barra de chocolate”.

Embora essas uvas não sejam aptas à produção de vinhos, achei o tema interessante, pois, certamente, num futuro próximo, essa alquimias chegarão naturalmente ao mundo dos vinhos. Nunca é demais lembrar o que já ocorre no caso da Pinotage, cruza da Pinot Noir com a Cinsault (conhecida na África do Sul, como Hermitage)[5].

 



[1] http://cookingontheweekends.com/2013/08/introducing-witch-fingers-grapes/

[2] http://www.melissas.com/Products/Products/Witch-Fingers-Grapes.aspx

[3] http://economia.uol.com.br/agronegocio/noticias/redacao/2013/12/04/com-formato-de-pimenta-uva-dedo-de-moca-e-novidade-no-mercado.htm#fotoNav=1

[4] http://articles.latimes.com/2013/jul/31/business/la-fi-cotton-candy-grape-20130801

[5] A casta foi desenvolvida por Abraham Izak Perold, professor de Viticultura da Universidade de Stellenbosch e seu sucessor, CJ Theron que a batizou de Pinotage.

Tags:, , ,

17 comentário(s) sobre “Uvas Híbridas (Neo Grapes)…

  1. OI BOM DIA
    JÁ FAZ UNS MESSES QUE PROCURO POR MODAS DESSA UVA DEDO DE BRUXA MAS NINGUÉM CONHECE
    NEM MESMO NO CEASA ELES NUNCA OUVIRAM FALAR NESSA UVA
    GOSTARIA DE SABER COMO COMPRO UMA MUDA DELA
    DESDE JA OBRIGADA

    • Oi, Sandro.
      Eu não tenho nenhuma ligação com os produtores, mas aí no texto tem os contatos:
      Fazenda Labrunier, Walmart e Carrefour, e na Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo).

      Obrigado pela visita.

    • Prezado, conforme uma das respostas abaixo, a aliexpress tem sementes dedo de bruxa. No mais, a matéria traz alguns dados sobre produtor.
      O Site não tem qualquer ligação com a produção das uvas, apenas noticiou a novidade.
      De todo modo, muito obrigado pela visita.

      Enoabraços

      Cello Carneiro

  2. Eu comprei muitas, no Mercado Municipal de SP, durante a Copa de 2014. Custava entre R$45 e R$65 o kilo. Não tem caroços e são deliciosas. Muito gostosas, vale muito experimentar. Procurei na CADEG do Rio de Janeiro, mas eles não conheciam. Parece ser uma raridade, em certos estados.

    • Imagine aqui no interior, então, Carlos? rsss
      Se souber de algum lugar aqui no Rio nos deixe um recado aqui. Muita gente ainda pergunta.
      Obrigado pela visita e um grande abraço.

      Cello Carneiro

    • Prezado Waldir.
      Nós não temos contato com os produtores. O VinoArti apenas faz pesquisas sobre temas interessantes sobre o mundo dos vinhos.
      Mas, como pode ver nos comentários anteriores, tem o contato dos mesmos: Fazenda Labrunier, Walmart e Carrefour, e na Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo).
      Obrigado pela visita.

      Cello Carneiro

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


+ quatro = 6

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>