Artigos - terça-feira 27 outubro 2015

Paris para brasileiros, parte 1: Le Grand Filles Et Fils

Que Paris tem milhares de atrativos, isso não é novidade.

Mas, para quem aprecia bons vinhos, onde se divertir de verdade em Paris? Com a desvalorização do real e os preços proibitivos do Euro, viajar já é ato de heroísmo. Considerando que Paris é uma cidade naturalmente cara, o segredo evidentemente, passa por fugir dos locais turísticos e descobrir recantos alternativos.

Pois bem, escolhemos dois lugares que consideramos muito especiais para indicar aos enófilos brasileiros, nessa minha segunda passagem pela “Cidade Luz”.

Nesse artigo, vamos falar sobre a Legrand, uma das lojas de vinho mais antigas de Paris e uma verdadeira preciosidade. Tivemos essa preciosa dica através do amigo Wandel da Rocha, especialista em vinhos franceses e que reside em Paris.

Fomos recebidos pela sommelière brasileira, Ana Carolina Dani que é responsável pela recepção de brasileiros, para os quais disponibiliza degustações e cursos em português, algo inédito e fantástico, sobretudo considerando estarmos em Paris.

Inaugurada em 1880, Legrand é uma das mais bonitas, prestigiosas e completas caves de Paris. Tem mais de 5 mil rótulos, de 360  produtores, incluindo desde os maiores crus franceses, até vinhos raros de pequenos produtores.

As garrafas compradas na cave também podem ser degustadas, sem nenhum acréscimo, no Comptoir, o bar e restaurante da Legrand, que funciona de segunda à sábado, das 12h às 20h.O acesso ao bar se faz pela belíssima galeria Vivienne. Com seu solo em mosaico e teto de vidro que datam de 1823, a galeria, tombada pelo patrimônio histórico, é uma das mais belas de Paris. Somente a arquitetura e a decoração já valem a visita.

E o que impressiona mesmo é a riqueza de rótulos. Em se tratando de França, duvido muito que haja algo similar. O respeito com todas as regiões produtoras é evidente, não se restringindo ao óbvio. Pelo contrário, se quer encontrar algo diferente do Rhône, da Alsácia ou mesmo do Languedoc, não estará restrito a poucos rótulos…a fartura te espera.

Para quem deseja realmente fazer um programa diferente em Paris e se liga em bons vinhos, a Legrand começou oferecer, a partir de maio deste ano, cursos de degustação em português. A ideia é atender a crescente demanda de clientes e turistas brasileiros, cada vez mais interessados em descobrir as particularidade e especificidades dos crus franceses. As degustações – como dito acima – são ministradas pela sommelière Ana Carolina Dani, não apenas uma grande conneisseur, mas, sobretudo um doce de pessoa.

Cabe aqui, inclusive, um agradecimento mais do que especial pela forma que nos recebeu para um bate papo, que acabou evoluindo para uma deliciosa entrevista para o VinoArti[1]. Um belo vinho da Alsácia[2] para regar a conversa aliado a um ambiente perfeito, fizeram do nosso domingo um dia perfeito em Paris.

Enfim, para quem gosta de vinho e tem vontade de fazer algo realmente inesquecível em Paris, VinoArti recomenda…e muito!!!

 

Fotos 1 a 3: Legrand [Divulgação]

Fotos 4 a 6: VinoArti

 

Reservas e mais informações também podem ser obtidas diretamente, em português ou em francês, pelo email : ana-carolina@caves-legrand.com

 

Vinhos das degustações:

Formula : « Les Grands Crus de France »

 

Champagne : Bollinger, Grand Année 2004

Rhône : Côte Rotie, Jean-Michel Gerin, Grandes Places 2010

Loire : Saumur Champigny, Domaine Guiberteau, Arboises 2010

Bourgogne : Gevrey-Chambertin, Denis Mortet, 1er Cru Les Champeaux 2007

Bordeaux : Margaux, Château Lascombes 2008

Languedoc-Roussillon : VDP Hérault, Grange des Pères 2011

 

Formula : « Vins de Vignerons »

 

Champagne: Jacquesson 737

Rhône: Crozes-Hermitage 2012 , Domaine des Lises

Loire : Saumur Champigny, Domaine des Roches Neuves, Terres Chaudes 2012

Bourgogne : Côtes de Nuits Villages 2009, Jayer Gilles

Bordeaux : Côte des Bourgs, Château Roc des Cambes 2006

Languedoc-Roussillon/Provence/ Corse : Bandol, Domaine Tempier 2011

 

Formula : « Tours des Grands Blancs de France »

 

Bourgogne :Chablis Grand Cru, Les Preuses 2006, Billaud-Simon

Meursault, Arnaud Ente, Clos des Ambres 2011

Rhône : Condrieu 2012, Domaine Gangloff

Alsace : Riesling Heimbourg 2008, Zind Humbrecht

Loire : Sancerre, Didier Dagueneau, Pur Sang 2010

Provence, Languedoc-Roussillon : Bandol, Château Pibarnon blanc 2011

 

 

Kampai…

 

Le Grand Filles Et Fils, Rue de la Banque

http://www.caves-legrand.com

 


[1] A entrevista foi realizada no dia 27 de setembro de 2015, na Legrand.

[2] Domaine Ostertag, Sylvanner Veilles Vignes 2013.

Tags:, , , ,

2 comentário(s) sobre “Paris para brasileiros, parte 1: Le Grand Filles Et Fils

  1. Legal a dica. Estive em Paris ano passado e só tomei vinho em restaurante. Tenho que ir novamente à França ano que vem a trabalho e vou conhecer a loja.

    Saudações

    • Oi, Carlos
      Fomos muito bem recebidos pela Ana Carolina que, como disse, é um doce de pessoa. Ainda nos deu uma dica fantástica que será a segunda parte deste artigo.
      Vale a pena, a loja é linda e pra quem gosta de vinhos é um verdadeiro parque de diversões.

      Obrigado pela visita.
      Enoabraços

      Cello Carneiro

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


× 2 = dez

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>